Falir ou Crescer

* Luiz Carlos Prates
Quase todo mundo quer ser mais do que é. Poucos são, todavia, os sábios para entender que a linha reta para a felicidade só pode resultar das virtudes do ser. Dinheiro qualquer bronco pode ter. Um tolo, por exemplo, gasta R$ 2 numa aposta qualquer e pode ficar milionário de um dia para o outro, e assim um grande larápio, mas jamais sairão da miséria moral de um dia para o outro.

Claro que muitos dão de ombros para o que digo, há mesmo quem diga que com dinheiro no bolso, tudo o mais é secundário. Não vou discutir. O que quero dizer, e por isso vim até aqui, é que acabo de ler uma frase de um empresário e, com a frase, fiquei pensando. A frase vale para empresas e vale para nós, seres individualizados.

Diz assim a frase:

– A gestão amadora é o caminho para o fracasso.

Digo parecido nas minhas palestras, digo que todos somos uma empresa, grande ou pequena, municipal ou multinacional, depende de como nos vemos no espelho da vida. As empresas mal administradas vão à falência, sem dúvida. As pessoas que não se gerenciam bem também vão à ruína.

Qualquer empresa, qualquer loja, de tempos em tempos, tem que se renovar, trocar a pintura externa, substituir os móveis, redesenhar-se, enfim, por dentro e por fora. A boa empresa é bem cuidada por dentro e por fora. E por nada, deve-se reduzir, fazer “economia” nos investimentos da ética dos negócios. E nós, por acaso, não somos parecidos?

Precisamos nos cuidar por fora. Se somos uma empresa humana, social, com referências éticas e em busca de boa circulação no mercado, também temos que nos renovar por fora e por dentro, como qualquer empresa.

A “embalagem” dos produtos faz-lhes circular com maior ou menor velocidade no mercado. Nossa “embalagem” também. As pessoas nos avaliam muito pelo modo como nos veem por fora, mas é preciso que quando nos conheçam melhor se encantem com as qualidades de dentro.

De outro modo, nosso “produto” encalha. O que dá consistência aos produtos em sua circulação bem aceita no mercado é a qualidade interior, essa qualidade provoca fidelidade de consumo. A embalagem apenas atrai. Com as pessoas é a mesma coisa. Educação, bons modos, boa fala, aparência agradável, honestidade, tudo isso faz amigos longevos e casamentos felizes.

Com esses valores, o produto humano terá sempre boa circulação e aceitação no mercado das preferências. A gestão amadora é o caminho para o fracasso das empresas? Também o é na vida humana. Quem não investe na bolsa de valores dos cuidados permanentes, se dana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s